Saiba tudo sobre Calopsita, o que come, onde vive, caracateristicas

As calopsitas são aves de estimação populares, conhecidas por ser amigável e comportamento brincalhão. Se você está considerando ter uma calopsita como animal de estimação ou já possui uma, este artigo é o guia completo, que te fornecerá informações úteis para iniciantes. Desde a escolha da calopsita certa até os cuidados básicos, alimentação e treinamento, aqui você encontrará tudo o que precisa saber sobre essas incríveis aves.

Introdução às Calopsitas

As calopsitas, também conhecidas como cacatuas-de-crista-amarela, são originárias da Austrália e são uma das espécies de aves mais populares como animais de estimação em todo o mundo. Elas são conhecidas por sua crista elegante e distintiva na cabeça, que pode ser levantada ou abaixada dependendo de seu estado de humor. Além disso, as calopsitas possuem uma disposição amigável e alta inteligência, tornando-as companheiras para pessoas de todas as idades.

Origem e Características

As calopsitas são nativas das regiões semiáridas da Austrália, onde habitam áreas abertas e savanas. Essas aves são socialmente inteligentes e costumam viver em bandos, o que explica sua natureza sociável e necessidade de interação com humanos ou outras aves. Em termos de aparência, as calopsitas geralmente têm cerca de 30 centímetros de comprimento, com uma plumagem predominante de cor cinza e uma crista amarela característica. No entanto, existem muitas variações de cores e padrões disponíveis por meio da criação seletiva.

Calopsita amarela
Calopsita amarela

Variedade de cores e padrões

A criação seletiva ao longo dos anos trouxe uma impressionante variedade de cores e padrões para o mercado. Além da clássica calopsita cinza, existem calopsitas brancas, calopsitas amarelas, alaúdes (amarelo brilhante), calopsitas pérola (cinza com manchas brancas), calopsitas canela (marrom claro) e até calopsitas arlequim (manchadas). Cada variedade tem seu próprio charme e beleza.

São mais de 20 variações:

Branca;
Com a cara branca;
Albina;
Lutino;
Amarela;
Pérola;
Azul;
Cinza;
Preta;
Canela;
Verde;
Reversa.

Como escolher?

São muitas considerações importantes a serem feitas ao escolher uma calopsita. Uma opção popular é comprar uma calopsita de um criador respeitável ou adotar uma calopsita de um abrigo. Independentemente do país de origem, é importante verificar a saúde e a idade de sua ave antes de fazer sua seleção final.

Comprar ou Adotar?

Ao comprar calopsitas de criadores conceituados, você pode escolher entre uma grande variedade de raças e ter acesso a pedigrees precisos e informações sobre cuidados anteriores. No entanto, adotar uma calopsita de um abrigo é uma escolha de se admirar, pois você está fornecendo um lar para um pássaro que precisa de amor e carinho. A adoção também pode ser financeiramente mais barata.

calopsita-na-mão
calopsita-na-mão.jpg

Verificando a Saúde e a Idade

Ao escolher uma calopsita, é importante procurar sinais de saúde, como plumagem brilhante e limpa, olhos claros e brilhantes e ausência de secreção no nariz ou nos olhos. Além disso, a letargia pode ser um sinal de um problema de saúde, portanto, certifique-se de que seu pássaro esteja ativo e alerta. A idade torna mais fácil para as aves jovens se tornarem domesticados e se adaptarem a novos ambientes.

Escolhendo entre Macho e Fêmea

Calopsitas machos e fêmeas possuem características ligeiramente diferentes que podem afetar sua escolha. Os individuos machos têm uma voz mais alta e podem aprender a cantar melodias, enquanto as fêmeas tendem a ser mais reservadas. No entanto, a personalidade de cada ave é única e é importante passar algum tempo interagindo com seu pássaro antes de tomar uma decisão.

Melhore o ambiente para sua ave

Um dos aspectos importantes no cuidado de calopsitas é proporcionar um ambiente adequado e confortável para sua ave. Você pode contribuir para o bem-estar e a felicidade da sua calopsita criando um espaço apropriado para ela viver. Nesta seção, veremos os principais aspectos envolvidos na preparação do ambiente ideal para sua calopsita.

Use gaoiola correta

Uma gaiola é a casa de uma calopsita, por isso é importante escolher uma gaiola que seja espaçosa e segura. Certifique-se de que a gaiola seja grande o suficiente para que sua calopsita se mova, abra as asas e brinque confortavelmente. A gaiola deve ter barras fortes e ser estreita o suficiente para evitar que a ave escape. Recomendamos fornecer uma gaiola com dimensões mínimas de 60 cm de largura por 60 cm de altura por 40 cm de profundidade.

Também é importante fornecer poleiros de diferentes tamanhos e texturas dentro da gaiola. Isso ajudará a fortalecer as patas da sua calopsita e evitará problemas como deformidades nas patas. Limpe o poleiro regularmente para garantir a higiene ambiental.

Temperatura ideal

Há algumas coisas importantes a ter em mente ao escolher um local para a gaiola de sua calopsita. Não exponha a gaiola à luz solar direta. Podem ocorrer desconforto e superaquecimento. Além disso, não coloque a gaiola perto de aberturas ou onde houver fumaça, produtos químicos ou gases tóxicos.

A temperatura também é crucial para o conforto da sua calopsita. Essas aves são sensíveis a mudanças rápidas de temperatura. Guarde a gaiola em local fresco, onde não fique exposta a ventos frios ou calor excessivo.

Brinquedos e enriquecimento ambiental

As calopsitas são pássaros inteligentes e ativos, por isso é importante fornecer-lhes incentivos adequados para evitar o tédio e incentivar o exercício mental e físico. Coloque vários brinquedos na gaiola, como anéis, cordas, sinos e escadas. Isso irá entreter e estimular sua calopsita. Você também pode fornecer brinquedos para mastigar, como galhos próprios para pássaros.

Outra forma de enriquecer o habitat da sua calopsita é fornecer galhos naturais para explorar. Certifique-se de que os galhos sejam seguros para pássaros e não tóxicos. Isso cria um estímulo semelhante ao habitat natural da calopsita, permitindo que ela mordisque e se divirta.

Higiene e Limpeza

A limpeza da gaiola tem que ser regular isso é essencial para manter o sua calopsita saudável. Limpe o chão da gaiola diariamente para remover restos de comida, excrementos e outros resíduos. Lave a gaiola uma vez por semana com água e sabão neutro para uma limpeza mais completa. Enxágue e seque bem a calopsita antes de colocá-la de volta.

Também é importante trocar a água e os alimentos diariamente para mantê-los frescos e limpos. Alimente sua calopsita com uma dieta balanceada e variada que inclua sementes, frutas, vegetais e ração especial para pássaros.

O que come come?

As calopsitas têm uma dieta variada, composta principalmente por sementes, frutas, vegetais e grãos. Na sua alimentação, é importante fornecer uma mistura especial de sementes, balanceada e formulada para atender às necessidades nutricionais dessas aves.

Além das sementes, pode complementar a sua alimentação com diversos produtos frescos. Frutas como maçãs, peras, melões e bananas são boas fontes de vitaminas e minerais. Vegetais como espinafre, cenoura, brócolis e pimentão também são bem-vindos. Lembre-se de cortar frutas e legumes em pedaços pequenos para que sua calopsita possa comê-los facilmente.

Grãos como arroz integral, milho e trigo também podem ser oferecidos em pequenas quantidades para variar a dieta da sua calopsita.

Também existem diversas rações disponíveis no mercado. Essa é uma opção para quem não tem muito tempo, como é um comida embalada, é mais fácil a limpeza do ambiente.

Manejo correto

Abordagem calma e paciente: Calopsitas são aves sensíveis e podem ser facilmente intimidadas. Aproxime-se da sua calopsita e fique calmo e relaxado. Fale suavemente com ela e evite movimentos bruscos. Com o tempo, seu pássaro se acostumará com sua presença e ficará mais confortável.

Manuseio adequado: Ao segurar uma calopsita, certifique-se de apoiar o corpo com a mão. Não aperte com muita força, pois isso pode causar desconforto e estresse. Aos poucos, a calopsita se acostuma a ser apanhada e pode gostar de se comunicar com ela.

Socialização Gradual: É importante socializar gradativamente sua calopsita, apresentando-a cuidadosamente a diversos ambientes, pessoas e animais de estimação. Comece com interações curtas e positivas que recompensam seu papagaio quando ele se comporta bem, como guloseimas. Com o tempo, ela se sentirá mais confiante e confortável em situações sociais.

Rotina e horário regular: Calopsitas são criaturas de hábitos, por isso é útil estabelecer uma rotina diária. Mantenha horários regulares para alimentar, trocar a água, limpar a gaiola e sair da gaiola. Isso ajudará sua calopsita a se sentir segura e previsível no ambiente.

Exercício e tempo fora da gaiola: Calopsitas são aves ativas e precisam de oportunidades para se exercitar e explorar fora da gaiola. Reserve um horário todos os dias para permitir que sua calopsita saia da gaiola e voe para um local seguro. Isso contribui para fortalecer a saúde física e mental da ave.

Tirar as calopsitas de suas gaiolas proporciona a elas um ambiente rico que estimula seus cérebros. O estudo desafia a inteligência natural e a curiosidade das aves, fornecendo estímulos visuais, táteis e auditivos. Isso pode incluir voar, escalar, explorar diferentes superfícies e explorar novos objetos.

O voo é uma atividade natural dessas aves e é necessário para o desenvolvimento e fortalecimento muscular. O exercício também ajuda a prevenir problemas de saúde, como obesidade e doenças cardíacas.

Socialização: Enquanto estiver fora da gaiola, sua calopsita terá a oportunidade de se comunicar com você e outros membros da família. Essa interação social fortalece o vínculo entre vocês e cria um estímulo emocional positivo para seu pássaro. Ela também pode interagir com outros animais de estimação da casa se supervisionada para garantir a segurança de todos.

Ficar confinado em uma gaiola o tempo todo pode causar estresse e tédio. Passar um tempo fora da gaiola pode ajudar seu pássaro a reduzir os níveis de estresse e promover sentimentos de liberdade e felicidade. Isso é especialmente importante para pássaros que passam a maior parte do tempo dentro de casa.

Ambiente aconchegante: Forneça muitos brinquedos e atividades na gaiola para estimular o interesse e o comportamento natural de sua calopsita. Brinquedos como anéis, sinos e escadas podem fornecer estimulação adicional e ajudar a evitar o tédio. Substitua os brinquedos periodicamente para manter seu pássaro interessado.

Cuidados veterinário: Faça consultas regulares com seu veterinário para manter sua calopsita saudável e bem. Seu veterinário pode aconselhá-lo sobre exames regulares, vacinas necessárias e cuidados especiais de saúde para seu pássaro.

Observe atentamente: Procure sinais de comportamento incomum, como perda de apetite, penas eriçadas, letargia ou alterações na vocalização. Isso pode ser um sinal de um problema de saúde ou estresse. Procure aconselhamento veterinário imediatamente se notar quaisquer alterações perturbadoras.

Obediência básica

Limite. A obediência básica permite que você estabeleça limites e expectativas claras para o comportamento de sua calopsita. Ao ensinar a ele comandos básicos como “pare”, “venha” e “não”, você estabelece uma conexão clara entre vocês e permite que seu pássaro entenda o que se espera dele em diferentes situações.

Suporte de segurança: A obediência básica é essencial para manter sua calopsita segura. Comandos como “ficar” e “não” podem ajudá-lo a evitar situações perigosas, como voar para um espaço fechado em sua casa ou mastigar objetos venenosos. Isso ajuda a manter as aves seguras no ambiente.

Facilitar o treinamento avançado: a obediência básica é a base para o treinamento avançado de calopsitas. Uma vez que os comandos básicos são dominados, o pássaro está pronto para aprender truques mais complexos e comportamentos específicos. Isso inclui treinamento de voo alvo, técnicas de busca e até mesmo interações supervisionadas com outros animais de estimação.

Vínculo: A obediência básica constrói uma base sólida de confiança e respeito entre você e sua calopsita. Ao treiná-lo de forma positiva e consistente, você constrói um relacionamento de confiança no qual seu pássaro entende que você é seu mentor e líder. Isso fortalece o vínculo entre vocês e promove uma conexão emocional mais profunda.

Melhor qualidade de vida: A obediência básica melhora a qualidade de vida da sua calopsita. Uma ave treinada e obediente pode se adaptar a uma variedade de situações e ambientes, tornando a comunicação mais agradável e reduzindo o estresse da ave. A obediência básica também torna mais fácil para os papagaios saírem de suas gaiolas e se envolverem em atividades diárias, como interagir com suas famílias.

Interagindo com outras pessoas e animais de estimação

Por meio de suas interações com pessoas e animais, as calopsitas enriquecem a si mesmas e àqueles com quem se comunicam. Por meio de gestos amigáveis e vozes afetuosas, as  aves demonstram afeto e capacidade de interação emocional.

Ao conhecer outras pessoas, as calopsitas demonstram curiosidade e entusiasmo e aprendem a reconhecer novos rostos e vozes. Essas aves são conhecidas por sua capacidade de reconhecer membros da família e formar laços com eles, ambém pode se adaptar a diferentes personalidades, respondendo positivamente a uma abordagem gentil e paciente.

Além de interagir com as pessoas, as calopsitas também podem formar conexões emocionais com outros animais de estimação. A introdução gradual de um cachorro, gato ou outro pássaro sob supervisão pode promover uma convivência pacífica e amizades duradouras. Essas interações entre as espécies fornecem incentivos sociais e enriquecimento ambiental para as calopsitas.

Essa ave interage com outras pessoas e animais de estimação de várias maneiras. Ela pode imitar a fala humana, fazer uma variedade de sons e até aprender truques engraçados. Essas habilidades de comunicação e imitação contribuem para a experiência interativa, proporcionando um terreno fértil para novas amizades e alegrias.

A interação da calopsita com pessoas e animais de estimação traz benefícios significativos para todas as partes envolvidas. Para calopsitas, essas interações fornecem estimulação mental, enriquecimento social e oportunidades para desenvolver habilidades de comunicação. Interagir com uma calopsita amigável e afetuosa traz alegria, camaradagem e uma conexão especial com a natureza.

Falas e seus significados

As vocalizações de uma calopsita são naturais e espontâneas, sem necessidade de estímulos externos. Eles podem variar em tom, ritmo e intensidade, e cada vocalização transmite uma mensagem específica.

Tagarelar: Ela pode cantar suavemente e melodicamente. Essa vocalização geralmente indica um estado de contentamento e tranquilidade. Esta é uma forma de mostrar que você se sente seguro e confortável em seu ambiente.

Gritos: Um grito agudo pode ser um sinal de alerta ou um sinal de socorro. Ela pode emitir esse som quando se sente ameaçado, com medo ou em busca de atenção. Para entender os motivos desse comportamento, é importante prestar atenção ao contexto e à linguagem corporal da ave.

Canção: A calopsita tem uma habilidade única de imitar uma variedade de sons e melodias. Ela pode tocar partes de uma música, assobiar ou até mesmo imitar a fala humana. Essas vocalizações demonstram habilidades de aprendizado e comunicação e também são uma maneira de você se expressar e interagir com seu mentor ou companheiro humano.

Assobios: Um assobio é um som curto e agudo que uma calopsita pode usar para chamar a atenção, expressar entusiasmo ou dizer olá. É uma forma positiva de comunicação que representa uma interação amigável e demonstra afeto e alegria.

Ruído: Ela também pode fazer ruídos suaves e repetitivos, como sussurros. Essa vocalização pode indicar que a ave está se sentindo relaxada e calma, e pode ser uma forma de se acalmar antes de ir para a cama ou durante o descanso.

Problemas de saúde mais comuns

Doenças respiratórias: Calopsitas são propensas a doenças respiratórias, como infecções respiratórias e asma de aves. Essas doenças podem ser causadas por infecções bacterianas, fúngicas ou virais. Os sintomas incluem espirros frequentes, falta de ar, coriza e penas eriçadas. Se sua calopsita apresentar algum desses sintomas, é importante levá-la a um veterinário de aves para diagnóstico e tratamento adequados.

Problemas digestivos: Outro problema comum em calopsitas é o bloqueio do trato digestivo devido à ingestão de alimentos de má qualidade ou objetos estranhos. Isso pode causar problemas como bócio bloqueado, retenção de alimentos ou obstrução intestinal. É muito importante fornecer uma dieta balanceada, evitar alimentos tóxicos, fornecer brinquedos seguros para mastigar e monitorar de perto o comportamento alimentar de sua calopsita.

Problemas de pele e penas: Podem apresentar problemas de pele e penas, como a presença de ácaros ou infecções fúngicas. Isso pode causar coceira, perda de penas, irritação da pele e até úlceras. Você pode evitar esses problemas mantendo a gaiola limpa, alimentando-se de forma saudável e dando banho em sua calopsita regularmente. Se você notar algum sintoma de problema de pele ou penas, é uma boa ideia consultar seu veterinário.

Obesidade: A obesidade é um problema de saúde comum e muitas vezes é causada por má alimentação e falta de exercícios. Estar acima do peso pode levar a uma série de complicações, como problemas cardíacos, articulares e respiratórios. É importante incentivar a atividade física, fornecendo uma dieta balanceada com alimentos específicos para calopsitas e permitindo que a ave se exercite em um ambiente seguro e controlado fora da gaiola.

Problemas reprodutivos: Fêmeas podem apresentar problemas de saúde relacionados à raça, como retenção de ovos. Esse problema ocorre quando os ovos ficam presos nas trompas de falópio da ave, o que pode ser fatal se não for resolvido imediatamente. Se sua calopsita está tendo dificuldade em botar ovos, está inquieta ou sem apetite, você deve consultar seu veterinário imediatamente.

Primeiros socorros

Hematomas e sangramento: Se sua calopsita estiver ferida ou sangrando, é importante agir rapidamente. Primeiro, fique calmo e não entre em pânico com seu pássaro. Usando luvas estéreis, pressione suavemente um pedaço de gaze limpa sobre a ferida para parar o sangramento. Se o sangramento persistir ou a ferida parecer grave, você deve consultar seu veterinário imediatamente.

Engasgo: Se você perceber que sua calopsita está engasgando, é muito importante agir com rapidez e cuidado. Primeiro, verifique se a via aérea da ave está bloqueada por um objeto estranho. Se tiver certeza de que o objeto está visível e pode ser removido com cuidado, use uma pinça ou uma pinça hemostática estéril para remover a obstrução. No entanto, se você não conseguir remover o item ou se sua calopsita estiver engasgada e estiver em perigo imediato, procure atendimento veterinário o mais rápido possível.

Parada respiratória: Se sua calopsita parar de respirar, é importante iniciar a RCP imediatamente. Coloque a ave em uma superfície plana com cuidado para não danificá-la ainda mais. Em seguida, pressione levemente o peito da calopsita com o dedo ou a palma da mão. A ressuscitação boca a bico também pode ser feita cobrindo o bico da ave com o próprio e soprando levemente. Lembre-se de que a RCP deve ser administrada com cautela e os cuidados veterinários imediatos são muito importantes.

Envenenamento: Se você suspeitar que sua calopsita ingeriu alguma substância tóxica, é importante agir rapidamente. Se possível, verifique as substâncias ingeridas e contacte imediatamente o seu veterinário para aconselhamento específico sobre como proceder. Não administre drogas ou carvão ativado de qualquer tipo sem supervisão veterinária.

Fraturas: Caso suspeite de fratura em sua calopsita, não mova a ave desnecessariamente. Você pode causar mais danos. Imobilize a área afetada com uma tala caseira ou um pedaço de papelão para que seu pássaro se sinta o mais confortável possível. Em seguida, consulte o seu veterinário o mais rápido possível para um diagnóstico e tratamento adequados.

Quantos ano vive e maturidade sexual

Expectativa de vida: Podem viver uma vida longa com um mentor dedicado. Em condições ideais de cuidado e bem-estar, as calopsitas podem viver em média de 15 a 20 anos. No entanto, vale ressaltar que a expectativa de vida pode variar de ave para ave, dependendo dos cuidados recebidos, genética, ambiente e outros fatores individuais.

Maturidade sexual: A maturidade sexual de uma calopsita é um marco importante em sua vida. Em média, as calopsitas tornam-se sexualmente maduras aos 9 a 12 meses. No entanto, é importante ter em mente que a maturidade sexual pode variar de indivíduo para indivíduo e algumas aves podem chegar a esse estágio mais cedo ou mais tarde.

Sinais de Maturidade Sexual: Quando ela atinge a maturidade sexual, sinais comportamentais distintos podem aparecer. Os machos podem começar a fazer sons, cantar e cortejar mais, como agitar suas penas e dançar. As fêmeas, por sua vez, podem apresentar comportamentos de nidificação, como cavar no substrato ou mostrar mais interesse no material de construção do ninho.

Reprodução: Ao atingir a maturidade sexual, as calopsitas podem iniciar a reprodução. É importante ter em mente que a criação de calopsitas requer cuidados e conhecimentos específicos sobre a espécie.  Sempre é bom antes de reproduzir, pesquisar e se possível buscar orientação profissional.

Cuidados contínuos: Ao envelhecer, é fundamental fornecer cuidados contínuos e atenção à sua saúde e bem-estar. Isso inclui uma dieta, garantir exercícios frequentes, estimulação mental adequada e visitas regulares ao veterinário especializado em aves para exames de rotina e acompanhamento de possíveis problemas de saúde.

Desmistificando crenças populares

Calopsitas podem falar como papagaios: acredita-se que as calopsitas podem falar como papagaios. As calopsitas podem imitar sons e palavras humanas, mas não têm as habilidades de linguagem dos papagaios. Algumas calopsitas podem aprender a repetir palavras e frases simples, mas isso não é comum a todas as aves desta espécie.

Que são pássaros solitários: Outro mito comum é que as calopsitas são aves solitárias e não gostam de interagir com outras aves ou pessoas. Na verdade, as calopsitas são aves gregárias e gostam da companhia de outros membros da espécie e de cuidadores humanos. Eles são animais gregários e podem formar fortes laços emocionais com seus donos.

Calopsitas precisam de um parceiro para serem felizes: Existe uma opinião de que as calopsitas precisam de um parceiro para serem felizes e saudáveis. As calopsitas são animais sociais, mas podem levar uma vida feliz e gratificante quando criadas sozinhas. É importante fornecer incentivos adequados, interação humana e brinquedos para garantir seu bem-estar.

São aves que não requerem cuidados especiais: Existe a opinião de que as calopsitas são aves que não requerem cuidados e manutenção especiais. Na verdade, as calopsitas precisam de atenção, interação e cuidados adequados para se manterem saudáveis e felizes. Eles precisam de uma dieta balanceada, exercícios regulares, estimulação mental e visitas regulares ao veterinário.

Calopsitas são silenciosas: Muitas pessoas pensam que calopsitas são pássaros silenciosos, mas na verdade elas são bastante barulhentas. As calopsitas têm uma ampla gama de vocalizações, variando de chamadas suaves a chamadas mais altas e melodiosas. Eles usam vocalizações como forma de comunicação e expressão emocional.

Conclusão

Se você quer um animal para deixar sua vida mais alegre, essa é uma escolha certa. Mas lembre-se, tenha tempo para ter uma ave.

3 comentários em “Saiba tudo sobre Calopsita, o que come, onde vive, caracateristicas”

Os comentários estão encerrado.